Temer contraria militares com MP de
venda de terra brasileira a estrangeiros

Uma das fortes resistências de setores sociais do Brasil à publicação do texto da medida provisória do governo Temer vem dos militares lotados no ministério da Defesa, que consideram a proposta um risco à soberania nacional ao abrir a possibilidade de empresas e cidadãos estrangeiros controlarem parcelas do território nacional consideradas estratégicas para a defesa país. Clique aqui e leia reportagem na revista Carta Capital.


Governo acelera entrega de
terras brasileiras a estrangeiros

Hoje vetada pela lei brasileira, a venda de terras a estrangeiros está muito próxima de ser liberada pela administração de Temer. O governo trabalha nos últimos detalhes de um projeto de lei para liberar a venda de terras do País a empresas e investidores estrangeiros. O tema, que era considerado fora de questão no governo de Dilma Rousseff, tem sido tratado pelo ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha. A intenção do governo é que o texto seja votado pelo Congresso já após o carnaval.

Venezuela praticamente
rompe relação com Brasil

O notícia está no portal Brasil247.com desta sexta-feira (10/2): a Venezuela praticamente rompeu relações diplomáticas com o Brasil, depois que José Serra recebeu, no Itamaraty,  em Brasília, o presidente da Assembleia Nacional venezuelana, Julio Borges, que pretende levar adiante um golpe parlamentar contra o governo eleito de Nicolás Maduro. A chanceler venezuelana Delcy Rodriguez afirmou que "o chanceler (José Serra|) é acusado de graves  delitos de corrupção e se intromete em assuntos internos da Venezuela. Golpistas não poderão com nosso povo!". Ela disse que Michel Temer, o argentino Mauricio Macri e o paraguaio Horacio Cartes formam a "tríplice aliança golpista", que afastou a Venezuela do comando do Mercosul.
Serra é um dos principais políticos delatados pela Odebrecht, por ter recebido R$ 23 milhões por meio de uma conta na Suíça, em nome do tesoureiro Ronaldo Cezar Coelho. A pedido da procuradoria-geral da República, a conta foi bloqueada e Serra deve ser alvo de inquérito assim que for levantado o sigilo das delações da 
Odebrecht. O Itamaraty deve pronunciar-se a qualquer momento a respeito das declarações da chanceler venezuelana.

Futebol vira paixão na China onde
montanhas de dinheiro atraem craques

A Liga chinesa fala português com notável fluência. Dos 16 times que a disputam, só cinco não têm jogadores brasileiros. Ao todo, são 24 – ainda contabilizando Jadson e Luís Fabiano, que estão se despedindo. Dos brasileiros em campo, dez já tiveram passagem pela Seleção e três (Renato Augusto, Paulinho e Hulk) estão no time de Tite. Clique aqui e leia o texto no portal da revista Carta Capital.

WIX